Vídeo: Requião denuncia que FHC arrecadou R$ 7 milhões dentro do Palácio Alvorada

fhc_diva_ok

Em discurso na tribuna do Senado Federal, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) denuncia que FHC, em 2002, ainda na Presidência da República, chamou empresas ao Palácio Alvorada para pedir dinheiro e recebeu – sem qualquer palestra ou serviço prestado – R$ 7 milhões para fundar o seu Instituto FHC.

Ou seja, num espaço público, na Presidência da República, com lauto jantar, funcionários, energia e mordomias pagos às nossas custas, FHC tratou de arrecadação particular junto a empresários, a maioria com contratos e negócios com seu governo, como empreiteiras, e outros beneficiados diretamente por decisões do governo, como empréstimos no BNDES e participação nas privatizações.

A lista das empresas presentes no Palácio, que aportaram milhões na caixinha do iFHC em 2002, sem se saber em troca exatamente de que, inclui: Odebrecht, Camargo Correia, Bradesco, Itaú, CSN, Klabin e Suzano, juntando-se ao grupo posteriormente a Ambev (veja aos 5’48” no vídeo abaixo).

O senador estraçalha, ainda, o jornal Folha de S. Paulo, que acusa de provinciano, preconceituoso, invejoso, tacanho, sórdido e torpe. Abaixo, o vídeo.

Compartilhe este artigo com seus amigos.
Share on FacebookEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page
,