Obesidade na adolescência aumenta risco de câncer no intestino, diz estudo

Adolescentes acima do peso têm risco maior de desenvolver câncer no intestino no futuro, de acordo com um estudo da Universidade de Harvard e do hospital da Universidade de Orebro, na Suécia.

Da BBC Brasil

Os pesquisadores acompanharam cerca de 240 mil homens suecos por 35 anos.

A análise, divulgada na publicação científica Gut, mostrou que os adolescentes acima do peso tinham o dobro do risco de ter câncer do que os com peso adequado. As chances são ainda mais altas para adolescentes obesos.

O câncer de intestino é o terceiro tipo de câncer mais comum no mundo, com cerca de 1,4 milhão de novos casos por ano.

O consumo de carne vermelha processada e gordura abdominal já tinha sido ligado ao desenvolvimento da doença.

Crescimento acelerado

Os participantes do estudo tinham idades entre 16 e 20 anos quando a pesquisa começou.

A grande maioria tinha peso normal, mas 6,5% estavam acima do peso e 1% era obeso.

Houve 855 casos de câncer colorretal no estudo.

Os obesos tiveram 2,38 vezes mais chances de desenvolver tumor no intestino.

“O final da adolescência marca a transição da infância para a idade adulta e é um período de crescimento acelerado, principalmente entre homens, então esse período pode representar uma janela crítica”, diz o estudo.

“É importante que entendamos o papel da infância e da adolescência no desenvolvimento de câncer colorretal.”

“A forte associação observada entre obesidade na adolescência e câncer colorretal na passagem para a meia idade e o aumento da prevalência de obesidade na adolescência pode lançar luz sobre o crescimento da incidência de câncer colorretal entre adultos”, adicionou.

Fortes indícios

Rachel Thompson, do Fundo Mundial para Pesquisas sobre Câncer, disse que os indícios sugerem que a obesidade é um fator de risco para câncer de intestino.

“A descoberta é interessante porque dá uma indicação que o câncer de intestino pode estar associado ao estilo de vida ao longo da vida.”

“De certas maneiras, pesquisas entre a relação entre fatores como a obesidade e risco de câncer ainda estão começando.”

“Será interessante ver se pesquisas futuras comprovarão a relação entre gordura corporal na juventude e risco de câncer no futuro.”

Leia também:

Exame de sangue detecta até 86% de casos de câncer de ovário precocemente

Compartilhe este artigo com seus amigos.
Share on FacebookEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page