Google fatura em apenas 1 dia mais que empréstimo à Grécia

Com a excepcional alta das ações, o Google superou em um dia o montante de 7,1 bilhões de euros emprestado à Grécia.

google_larry_page_e_sergey_brin

Enquanto o governo grego comemorava a liberação de um empréstimo ponte de 7,1 bilhões de euros, aprovado pelo Eurogrupo na quinta-feira, os dois controladores do Google – Larry Page e Sergey Brin – ficavam 7,3 bilhões mais ricos, após a alta de 16,05% na cotação das ações da empresa norte-americana nesta sexta-feira, dia 17.

Na Europa, o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, reformulou o gabinete, afastando dez integrantes que votaram contra as medidas de arrocho fiscal rejeitadas em referendo que havia sido convocado pelo próprio Tsipras. O partido Syrza chegou ao poder há apenas seis meses e na Grécia já se especula sobre a convocação de eleições em setembro, que poderia levar de volta ao poder a atual oposição neoliberal.

Numa sessão extraordinária, os deputados do Parlamento alemão aprovaram, por 439 votos contra 119, as negociações do governo para o terceiro plano de ajuda à Grécia, que envolve a concessão de mais de 80 bilhões de euros ao país. Na quinta-feira, o Eurogrupo deu o aval político para o início das negociações de um terceiro resgate a Atenas. Na mesma reunião por teleconferência concordou com um empréstimo emergencial de 7 bilhões de euros.

Compartilhe este artigo com seus amigos.
Share on FacebookEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page