Em defesa da Baía de Guanabara, povo vai às águas em ‘barqueata’ dia 8

guanabara

Nem as Olimpíadas e os R$ 10 bi gastos fizeram as autoridades despoluir a Baía de Guanabara. Cansado das promessas de políticos, o povo vai entrar em ação: ‘barqueata’ marcada para 8 de agosto.

A Baía de Guanabara, um dos cartões postais do Rio de Janeiro, vive um momento crucial. Depois de R$ 10 bilhões gastos em sua despoluição – sem qualquer resultado efetivo e convincente até agora – chegou ao ponto em que a continuidade de seus processos de degradação podem simplesmente inviabilizar qualquer possibilidade de recuperação.

Às vésperas das Olimpíadas, quando será palco das competições no mar, a baía vê as promessas de legado escorrerem pelos dedos. A promessa de que o estado trataria, até 2016, 80% do esgoto jogado na baía, por exemplo, não será cumprida, nem de longe.

Sergio-Ricardo

O ecologista Sérgio Ricardo é um dos fundadores do Movimento Baía Viva.

As autoridades estaduais pedem mais 20 anos para resolver o problema – e, pasmem, mais R$ 20 bilhões. Mas, como lembra o ambientalista Sérgio Ricardo, “além dos R$ 10 bi destinados à despoluição, vários outros programas estaduais já se dedicaram à baía; não é por falta de dinheiro que a Baía de Guanabara ainda está poluída”.

Segundo Sérgio Ricardo, essa realidade mostra que sem o controle e a participação da sociedade civil, os projetos de tecnocratas e políticos continuarão redundando em fracasso. “É por isso que, nós, cidadãs e cidadãos, esportistas, pescadores, ecologistas, pesquisadores, estudantes, criamos o Movimento Baía Viva. Decidimos que é o momento de mudar a rota”.

BARQUEATA E FESTIVAL DIA 8 DE AGOSTO

BARQUEATA CARTAZA próxima atividade do movimento será, em agosto, uma “barqueata” na Baía. No dia 8 de agosto (sábado), das 10h às 22h, nas águas da Baía e no Aterro do Flamengo, os povos do mar e da terra vão se encontrar em defesa da Baía de Guanabara. A mobilização ocorrerá na véspera do evento-teste das Olimpíadas de 2016.

Será um dia de atividades dentro e fora da água para mostrar ao mundo o estado de descaso e destruição da nossa Baía, mas também de propor novas soluções através da participação cidadã. O movimento está colhendo contribuições aqui.

No Aterro, haverá um Festival com música, fotografia, filme, circo, palestras, oficinas e educação ambiental.

Nas águas da Baía, acontecerá a barqueata (encontro na Marina da Glória), com a participação de velejadores, iatistas, surfistas, remadores, pescadores e da medalhista olímpica Isabel Swan. Todos navegando por uma nova Baía de Guanabara.

Veja abaixo o vídeo da campanha Baía Viva.

Sergio Ricardo denuncia erros no programa de despoluição da Baía de Guanabara, em Audiência Pública na ALERJ. Assista abaixo.

Compartilhe este artigo com seus amigos.
Share on FacebookEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page